Articles

Valvinoso Rosado

Recomendação Tintos&Tantos

Valvinoso Rosado

Esse é um vinho rosé para lá de especial... Daqueles que faz quem torce o nariz para esse tipo de vinho repensar seus conceitos.

Ele é produzido pela Bodegas y Viñedos Alfredo Santamaría, que fica no pequeno município de Cubillas de Santa Marta, na comunidade autônoma de Castela e Leão. Esse produtor elabora vinhos partir de uvas cultivadas em vinhedos sempre próprios, e dentro da denominação de origem Cigales.

O foco dessa vinícola é a produção de poucos vinhos de muita qualidade, e não necessariamente em grandes quantidades. Esse rótulo, por exemplo, faz parte de uma produção limitada de menos de 10.000 garrafas por safra.

Seguindo o padrão dos vinhos rosés da denominação de origem Cigales, o Valvinoso Rosado segue um estilo bem moderno, sem abrir mão dos melhores métodos tradicionais de vinificação, a começar pelo cuidado extremo com as vinhas.

Quando falamos em cuidado extremo, queremos dizer extremo, mesmo. A Bodegas y Viñedos Alfredo Santamaría emprega os conceitos de viticultura biodinâmica. Para ler sobre isso, clique aqui.

O corte desse vinho, da safra de 2016, é composto de 80% de uva Tempranillo, combinada com as uvas brancas Verdejo e Albillo, cada uma com 10% de participação, e todas elas colhidas e selecionadas manualmente.

Visualmente esse é um vinho que chama a atenção pela força, limpidez e brilho da sua cor. Com 13,5% de teor alcoólico muito bem balanceados, o Valvinoso Rosado produz lágrimas bem robustas, na taça.

Muito aromático, como costumam ser os rosés de Cigales, o Valvinoso Rosado nos remete a cerejas e a outras frutas silvestres, e até mesmo a um pouco de melão.

Na boca esse é um vinho muito interessante, de caráter fresco e frutado, robusto e persistente no palato.

Sabe o que esse vinho rosé acompanha muito bem? Um ícone da gastronomia espanhola, a paella. Até porque existe uma máxima da harmonização, que diz: “cresceu junto, serve junto”.

Por falar em servir, a temperatura ideal, na nossa opinião, para o Valvinoso Rosado mostrar todo o seu potencial, é de aproximadamente 9 ou 10°C.

Ah, uma curiosidade: segundo a classificação de vinhos espanhóis, esse é um vinho do tipo Rosado Joven. Para ser um rosé classificado como Crianza, por exemplo, ele deveria ter no mínimo seis meses de contato com barricas de madeira, que fariam esse vinho certamente perder o vigor que lhe é tão característico! Ou seja, juventude e velhice, por si só, não são qualidade ou defeito. São diferentes características, apreciáveis cada uma à sua maneira.

Ah, antes de finalizar, uma informação: quem importa esse vinho, no Brasil, é a Hispania Vinhos.

Para encerrar, se quiser conhecer um tinto classificado como Crianza, produzido também pela Bodegas y Viñedos Alfredo Santamaría, que também provamos (aprovamos e recomendamos), clique aqui.

E, se quiser saber mais sobre a Recomendação Tintos&Tantos, clique aqui.




Artigos mais lidos